DESTINOS

Petrópolis: restaurantes, hotéis, palácios, passeios e muito mais

Atualizado em junho de 2019

Pode parecer contraditório, mas é graças ao calor que Petrópolis foi fundada e colocada no mapa turístico. Irritados com as altas temperaturas da capital federal da época, o Rio de Janeiro, Dom Pedro II e todos os reis buscaram o clima ameno da montanha para passar os meses de verão. Os palácios foram construídos em massa e hoje a cidade conserva vários desses edifícios, alguns dos quais estão abertos à visitação. Esse ambiente imperial, aliado a paisagens montanhosas de tirar o fôlego, aumentou o turismo na cidade, trouxe pessoas em busca de requinte e tranquilidade e transformou o destino em um centro de pousadas de charme e gastronomia de primeira linha.

COMO CHEGAR LÁ

Do Rio de Janeiro, pegue a BR-040 que está duplicada no topo da montanha. De lá, os trilhos se dividem e são mais 20 km até Petrópolis. O ônibus sai do terminal Novo Rio a cada 30 minutos entre 5:30 e 12:00 (Bastante certo1h30 de carro); O desembarque ocorre na estação rodoviária de Bingen, a 8,5 km do centro. Além de um táxi, a linha 100 do ônibus municipal conecta os dois locais.

COMO DIRIGIR

Petrópolis possui diversos bairros ao longo da BR-040 e da Estrada União e Indústria (alguns deles, como secretário é Vale das Vinhasestão a mais de 40 km do centro). Se você quiser ficar na área, você definitivamente deve vir de carro. Itaipava, A 17 km do centro, oferece excelentes restaurantes e lojas Ara é Vale Cuiabá, A 8 km e 11 km de Itaipava, são refúgios para casais que buscam paz e sossego. Os ônibus urbanos atendem essas áreas, mas esteja preparado para passar muito tempo viajando. PARA Área central são os principais atrativos da cidade e você pode fazer tudo a pé.

Quando devo ir

Os fins de semana são sempre cheios, principalmente no inverno, quando raramente chove e o frio é intenso. Dois eventos acontecem em junho e julho: o Dia dos fazendeiros (Festival dos colonos alemães) e o Festival de inverno. Canções de seresteiros como Silvio Caldas e Orlando Silva aparecem em Palácio de Cristalna última quinta-feira de cada mês. De quinta a sábado é Museu Imperial promove o show Som e luzque conta a história de Dom Pedro II.

UM DIA PERFEITO

Poucas atrações da cidade abrem antes das 10h, mas para sentir o clima imperial, passeie pela Avenida Koeller e pela Rua da Imperatriz para admirar os palácios. Entre essas duas ruas, a gótica Catedral de São Pedro de Alcântara mostra o mausoléu imperial com os restos mortais de Dom Pedro II. Planeje duas horas depois do almoço Museu Imperial, Residência da nobreza no verão do século XIX. Termine o dia com uma visita ao Cervejaria Bohemian, na velha fábrica de 1853. Você acaba bebendo cerveja no Bohemian Bar.

RECOMENDA VT

Um dia não basta para conhecer o centro de Petrópolis. Alguns edifícios, como este Palácio do rio negro está em Casa Ipiranga, estão abertos aos visitantes. Tirar fotos Palácio de Cristal É um programa obrigatório. Além de visitar o Casa santos dumont, diz “Encantada”, que mostra todas as invenções do pai da aviação – exceto é claro o avião. Na entrada da exuberante Petrópolis Palácio Quitandinha Já foi o maior cassino da década de 1940. Para quem adora longas caminhadas, o endereço é o certo Parque Nacional da Serra dos Órgãos. Reserve um lugar no porta-malas das compras: não faltam butiques, galerias de arte e produtores orgânicos. Visite os bairros de Itaipava é Ara O sucesso de Petrópolis no mundo gourmet é compreendido.

ITINERÁRIOS RECOMENDADOS

Um dia – Para quem chega no programa de ida e volta, o roteiro básico é chegar cedo e ir direto para Museu Imperial e esticar Catedral de São Pedro de Alcântara, próximo. Para não perder muito tempo, pode ser tarde do meio-dia Pavelka ou mais Casa alemãserve excelentes sanduíches de linguiça e croquetes de carne. Em última análise, trata-se de conhecer o lindo Palácio Quitandinha está em Cervejaria Bohemian.

2 dias – Em um fim de semana você pode ver todas as atrações do Cidade antiga, Como? “Ou o que Palácio de Cristal, 1 Casa santos dumont está em Casa Ipiranga, e ainda aproveitar a noite de Itaipava. Existem muitos restaurantes como este O perugino, OU Valentin Parrô isso é tudo Bistrô caçarola.

4 dias – Com o tempo, chegará a hora de explorar melhor as lojas de Itaipava. Ao longo de União rodoviária e industrial Existem muitas belas galerias e lojas, como Olha para o brasil está em Cerâmica luis salvador. Refeições memoráveis ​​são preparadas no Locanda della Mimosa, Não Vale Florido e não Adega, Não Vale das Vinhas, dois hotéis com uma forte dinâmica gastronómica. Vale também estender a viagem de Itaipava Teresópolis, A 35 quilômetros de distância, em um dos mais belos trechos de estrada do Brasil, atravessa o Serra dos Órgãos.

AVENTURA

Entre as três localizações do Parque Nacional da Serra dos ÓrgãosPetrópolis é a menos estruturada. E o perfil do visitante aqui é mais aventureiro do que aquele que chega por Teresópolis ou Guapimirim. As atividades são resumidas em três partes: o Circuito de Bromélialevando a cinco fontes com piscinas naturais (15 minutos a pé); o caminho que leva a Cachoeira Véu da Noiva (40 m), onde pode-se praticar a descida em dupla e cachoeira (1h30, só ida) e caminhada na Pedra do açu (2.216 m), de onde se avista a baía da Guanabara e do Dedo de Deus (cinco horas, só ida) – a Pedra do Açu é a primeira parada do cruz clássica 32 km, que costuma ligar Petrópolis a Teresópolis em três dias a pé. A melhor época para visitar o parque é entre maio e outubro, quando chove menos.

ONDE DORMIR

A atmosfera nobre irradiava hospitalidade petropolitana com inúmeras acomodações boutique abrangendo a área central e a maior parte da cidade. Em meio a montanhas e palácios imperiais, pousadas e hotéis buscam cativar o público nos mínimos detalhes. Muitos deles possuem excelentes restaurantes disponíveis não só para os clientes, mas também para o público externo.

O hotel está localizado em um edifício de 1875 na avenida arborizada no centro Empire Manor Ele “convida” você a se sentir parte da família real. Aproximar Grande Hotel Petrópolis Ele está localizado em um dos edifícios mais famosos da cidade. É mais discreto e reservado Pousada Monte Imperial ele está localizado em uma área mais tranquila do centro com uma bela vista para as montanhas.

Na verdade, acordar, abrir a janela e ver a abundância de montanhas é uma constante. No Côrreas, no início da estrada que dá acesso ao Parque Nacional da Serra dos Órgãos, encontra-se a Pousada da Alcobaça Fica em uma villa normanda com um lindo jardim, sem falar na comida preparada pela avó. Do outro lado da cidade, em Araras, você anda pela rua, sobe, e quando acaba você está lá Pousada Canto dos Tangarás. No vale do Cuiabá fica a Quinta da paz está em Tankamana eles combinam reclusão e belas paisagens.

Uma das acomodações mencionadas para dormir bem e comer ainda melhor é a Locanda della Mimosa está em Adega.

Apesar da ênfase nos casais, muitos albergues aceitam crianças. Mas Petrópolis tem algumas opções com muito tempo livre para as crianças. Esta equipe faz parte de Bomtempo Resort isso é tudo Caminho Real Resort.

ONDE COMER

A qualidade dos ingredientes produzidos na região e a proximidade com a capital carioca fazem de Petrópolis um importante pólo gastronômico. Os bairros de Itaipava é Ara Eles concentram as mesas principais – muitas vezes dispostas em salas de estar com lareira e / ou luz de velas. Dependendo de onde você estiver, pode ser necessário fazer uma curta viagem de carro até o restaurante, a partir do centro de Vale das Videiras, onde Adegao turno pode levar uma hora.

O caminho para União rodoviária e industrial Em Itaipava, é uma fortaleza com casarões por metro quadrado. Português tradicional Valentin Parrô, aconchegante francês Bistrô caçarolaou italiano O perugino, o espanhol Parador Valencia… a Europa está muito bem representada aí.

Araras fica na serra e é o lugar perfeito para um jantar a dois: aquele Afranium isso é tudo Restaurante de trufas Estas são boas pesquisas.

Premiado várias vezes, a gastronomia de Locanda della Mimosa prepara pratos da cozinha italiana moderna. É necessário fazer reserva para quem não ficar lá.

Comer em Petrópolis deixa seu bolso rolar, mas existem ótimos lugares para comer: o Pavelka está em Casa alemã competir pelo título de melhor croquete de carne da cidade, o Bordeaux é famosa por seus sanduíches, massas e carta de vinhos, enquanto o Museu Imperial tem a Café Duetto serve café expresso perfeitamente.

SHOPPING

Antepassado e filho eles são os grandes vendedores de restaurante aqui. A família cria patos, pintadas e leitões em São José do Vale do Rio Preto, município vizinho, e os vende em um shopping center em Itaipava. Também há alimentos congelados, vinhos e cervejas.

Outro grande fornecedor de hotéis e restaurantes é que Sítio do Moinho está localizada em Itaipava, no subdistrito de Santa Mônica. Lá, vegetais e verduras orgânicas crescem ao som de música clássica nos alto-falantes no chão. A loja também vende pães e sucos de frutas.

No meio de Vale das Vinhas, Fechamento de Ara, OU Desconto caipira É um misto de armazém (vende pão e queijo regional e utensílios domésticos), bar e ponto de partida para percursos pedestres e de bicicleta.

De sexta a domingo, no principal entroncamento da Itaipava na BR-040, o Feira de ItaipavaMalhas, jaquetas e acessórios são vendidos a preços muito bons em cerca de 400 lojas. Existem restaurantes e pastéis de mercado no local.

TUDO É VERDADE

Petrópolis tem sérios problemas de trânsito. Na hora do rush, é preciso muita paciência para se locomover, não só pelas ruelas do centro, mas também pelo bairro de Itaipava. O bom é que os principais atrativos da cidade ficam na região central e tudo pode ser feito a pé.

Encontre alojamento em Petrópolis aqui

Saiba mais sobre o Rio de Janeiro

Você também pode estar interessado em estes posts relacionados:

Goncalo
Goncalo

Utilizamos cookies para melhorar a experiência do utilizador. Seleccione aceitar para continuar a navegação. Política de cookies

Ir para cima