21.7 C
Nova Iorque
Domingo, Setembro 26, 2021

Buy now

Madrid | Viagem e Turismo

Mães é o coração de Espanha. Centro intelectual e político de um imenso império, pilar da fé católica e berço das artes entre monarcas de várias tendências, daí também as ordens de uma inquisição fanática, a supressão de identidades regionais – principalmente basca, galega e catalã – a evangelização de Nativos americanos. É precisamente este passado rico e controverso que fez de Madrid o que é hoje: a capital cultural de uma das línguas mais faladas do mundo e um país que luta para se manter unido e próspero. Aqui você encontrará uma tríade de museus sem precedentes: Prado, Reina Sofia e Thyssen-Bornemisza, um palácio real onde abundam o luxo, a exuberância e muito do espírito apaixonado dos espanhóis.

A animada cena gastronómica com os melhores pratos ibéricos – tapas, paella, sobremesas e fiambre – é um atrativo à parte. Coma bem, beba melhor. O vinho aí é tratado com respeito, com adegas bem abastecidas com rótulos nacionais (como Cava, Rioja e Jerez) e vizinhos de Itália, Portugal e França, muitas vezes a preços muito atrativos.

Concertos, shows e exposições são algumas das atrações da vibrante vida cultural de Madrid. Sempre há bons shows na cidade e os cinemas também são uma ótima opção de lazer. Além disso, eventos esportivos como as partidas das equipes locais Atlético de Madrid e Real Madrid (com seu grande museu) são perfeitos para quem viaja com a família ou com um grupo de amigos. Ganhando ou perdendo, a empresa vai de bar em bar e descobre os melhores tapas de todos.

De Madrid também é possível fazer excelentes excursões às cidades vizinhas, tais como: Toledo, o austero palácio do mosteiro de El Escorial e um pouco mais adiante na cidade murada Avila.

COMO CHEGAR LÁ

antena – Vôos diretos para Madrid saem de São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro e Recife, operados pela Iberia (11 / 3218-7130, www.iberia.com/br) e TAM (4002-5700 e 0800-570-5700, www.tam.com.br.) Após o desembarque no Aeroporto Internacional de Barajas (MAD, www.madridmad.com), existem três maneiras baratas de chegar ao centro: ônibus (€ 2,90), metrô (€ 2) e trem (€ 2). O ônibus vai para a Plaza de Colón no centro ou para Chamartín. O trem vai para a estação Atocha. A tarifa do táxi custa cerca de € 22.

O aeroporto está muito bem conectado com o resto da Espanha, Europa e Norte da África, tanto com companhias aéreas tradicionais quanto com aviões EasyJet e Ryanair de baixo custo.

Ferrovia – Uma forma muito confortável e interessante de se locomover pela Espanha é o trem Renfe (www.renfe.com) Com diferentes tipos de serviços você pode chegar a destinos importantes como Barcelona, ​​Valência e Bilbao. Um exemplo: para Sevilha em comboio de alta velocidade AVE, o percurso de 2h30 custa cerca de 83 €, enquanto o mais lento Enlace, que percorre a distância em 3h30, custa 73 €.

A principal estação ferroviária da cidade é Atocha, praticamente ao lado do Jardim Botânico Real e do Museu Rainha Sofia.

rua – Um pouco mais lentos e baratos que o trem são os ônibus que vão para a capital operam e se conectam com cidades próximas e distantes. Espanha é também um destino excelente para conhecer de carro, com estradas soberbas, bem sinalizadas e bem sinalizadas mantidas. É a maneira mais divertida de parar nas cidades menores e pedestres. Em Madrid, porém, a história é diferente. Como em qualquer cidade, as vagas de estacionamento são abundantes, mas o tráfego pode ser um pouco chato. Como a cidade possui bons transportes públicos, deixe o carro na garagem e só use fora da cidade.

COMO DIRIGIR

Sistema de transporte público de Madrid (www.ctm-madrid.es) é muito ampla e atinge os principais pontos turísticos da cidade. A vasta rede subterrânea (www.metromadrid.es) é muito conveniente e o serviço mais usado. Já para ônibus e trens, nenhuma outra modalidade, como táxis e aluguel de carros, é exigida diariamente. O bilhete só de ida custa € 1,50, enquanto o bilhete só de ida começa nos € 12 para diferentes meios: metro (zona A), EMT (autocarro urbano) e ML (metro ligeiro, na verdade uma espécie de teleférico). Cartões também estão disponíveis turístico com validade ilimitada por vários dias: 1 dia (€ 8), 2 dias (€ 13,40), 3 dias (€ 17,40), 5 dias (€ 25,40) e 7 dias (€ 33,40).

À noite, depois de um show ou de um jantar noturno (que é a norma), os táxis podem ser um meio de transporte conveniente, mas não são fáceis de encontrar.

ONDE DORMIR

Madrid tem uma vasta gama de bons hotéis, albergues e quartos para alugar. Bandeiras nacionais como Tryp, Meliá e NH estão ao lado de outras como Mercure, Best Western, Holiday Inn e Novotel.

Não existe bairro melhor (e cada distrito tem um hotel que se adapta ao seu orçamento, do mais simples ao mais luxuoso). A cidade velha oferece uma variedade de opções (e é uma das melhores, servida por restaurantes, lojas e bares), quase sempre perto da Puerta del Sol, Gran Via e Plaza Mayor. O Paseo del Prado é a cara da Casa dos Bourbon, monumental, tranquila em vários lugares, com alguns bons hotéis de charme, o clássico Ritz e até alguns bons endereços econômicos. Fora do centro, perto do Paseo de la Castellana, existem muitas instalações para viajantes de negócios.

ONDE COMER

Restaurantes não faltam em Madrid. E um bom número deles são muito bons. Cervejarias Os restaurantes são movimentados e oferecem excelente comida, incluindo frutos do mar e especialidades de outras partes do país e do mundo espanhol, como casas especializadas em pratos peruanos e mexicanos, além de carnes argentinas. Embora a cena gastronômica não seja tão criativa quanto na Catalunha, onde vivem os chefs Ferran Adriá e Sergi Arola, também há algumas vinícolas e tabernas boas e inovadoras aqui. A maioria dos restaurantes e bares, no entanto, serve melhor do que supostos gourmets, com porções generosas, bons rótulos de vinho e um ambiente barulhento.

Related Articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Stay Connected

0FãsCurtir
2,956SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Latest Articles