DESTINOS

Coimbra | Viagem e Turismo

Apesar dos edifícios centenários, um toque de conforto contagia as ruas do Honorável Coimbra. Ele também conseguiu: A cada ano cerca de 50.000 alunos enchiam as salas de aula de sua famosa universidade, cuja torre pendia do topo com a silhueta de uma coruja – o símbolo da sabedoria – como se quisesse revelar seu vício natural para aqueles que vêm do rodovia universidade para livros. São seus sinos e relógios que convidam os alunos para as aulas desde 1733.

Coimbra foi a capital de Portugal entre 1139 e 1256 quando o primeiro monarca português, Afonso Henriques, decidiu transferir o comando da nação guimarães para um local mais a sul nas ruas, cafés e salas de aula. Um contraste entre o antigo e o novo que se tornou a marca registrada da região.

Por exemplo, existem duas catedrais: a velha e a nova. O turista desce a colina de Alcáçova em direcção ao Mondego e ainda encontra os mosteiros de Santa Clara-a-Nova e Santa Clara-a-Velha, onde Inês de Castro recebeu cartas de amor de Pedro. Não é à toa que a canção Coimbra – em que se passa “a história desta bela Inês” – é a canção mais cantada de Terrinha.

Como você conseguiu isso

Coimbra fica a 120 quilómetros do Porto e a 210 quilómetros de Lisboa. Se vier de carro, pegue a rodovia A-1 (pedágio). O trem é muito confortável (www.cp.pt.) Demora cerca de duas horas de Lisboa. Reserve uma hora de carro do Porto. Chegue à estação Coimbra B, onde poderá apanhar outra locomotiva (preço já incluído no bilhete) que o deixará no centro de Coimbra A em poucos minutos. Se preferir, há ônibus (www.rede-expressos.pt)

Você também pode estar interessado em estes posts relacionados:

Richard
Richard

Utilizamos cookies para melhorar a experiência do utilizador. Seleccione aceitar para continuar a navegação. Política de cookies

Ir para cima